Concurso Nacional Unificado Bloco 1: Confira os Cargos Para Infraestrutura, Exatas e Engenharias

Concurso Nacional Unificado: Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

Nesta quarta-feira (10), foram divulgados os editais do Concurso Nacional Unificado (CPNU), que oferecem 6.640 vagas em órgãos e entidades do Poder Executivo Federal.

Índice

As vagas estão distribuídas em 8 blocos temáticos, sendo o primeiro voltado para ‘Infraestrutura, Exatas e Engenharias’. Neste post vamos abordar um pouco mais sobre o Bloco 1, que trás 727 oportunidades com remunerações iniciais de até R$ 20 mil!

Cargos, Vagas e Remuneração Bloco 1 CNU

Explore as remunerações e as vagas disponíveis no âmbito do Concurso Nacional Unificado (CPNU). Confira os detalhes do Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharias.

1. (B1-01) ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO – AGU

  • (B1-01-A) Cargo: Arquiteto: 5 vagas –  R$ 7.736,77
  • (B1-01-B) Cargo: Engenheiro Agrônomo: 2 vagas – R$ 7.736,77
  • (B1-01-C) Cargo: Engenheiro Civil: 10 vagas –  R$ 7.736,77
  • (B1-01-D) Cargo: Engenheiro de Produção: 2 vagas – R$ 7.736,77
  • (B1-01-E) Cargo: Engenheiro Elétrico: 4 vagas – R$ 7.736,77

2. (B1-02) AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA – ANEEL 

  • (B1-02-A) Cargo: Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia: 10 vagas – R$ 16.413,35

3. (B1-03) FUNDAÇÃO NACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS – FUNAI 

  • (B1-03-A) Cargo: Especialista em Indigenismo – Arquitetura: 1 vaga – R$ 7.697,02
  • (B1-03-B) Cargo: Especialista em Indigenismo – Engenharia: 20 vagas – R$ 7.697,02

4. (B1-04) INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE 

  • (B1-04-A) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas – Arquitetura: 1 vagas – R$ 8.453,00 
  • (B1-04-B) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas: 1 vaga – R$ 8.453,00
  • (B1-04-C) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas – Engenharia Elétrica: 1 vaga – R$ 8.453,00
  • (B1-04-D) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas – Engenharia Mecânica: 2 vagas – R$ 8.453,00
  • (B1-04-E) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas – Geoprocessamento: 8 vagas – R$ 8.453,00
  • (B1-04-F) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas – Cartografia e Geodésia: 15 vagas – R$ 9.252,40
  • (B1-04-G) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas – Engenharia de produção: 2 vagas – R$ 8.453,00
  • (B1-04-H) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas – Geoprocessamento: 53 vagas – R$ 8.453,00
  • (B1-04-I) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas – Gestão em Pesquisa: 50 vagas – R$ 8.453,00

5. (B1-05) INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA – INCRA

  • (B1-05-A) Cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário – Engenharia Civil: 51 vagas – R$ 5.212,29
  • (B1-05-B) Cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário – Engenheiro Agrimensor e Engenheiro Cartógrafo: 75 vagas – R$ 5.212,29
  • (B1-05-C) Cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário – Engenharia Elétrica: 2 vagas – R$ 5.212,29

6. (B1-06) MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA – MAPA 

  • (B1-06-A) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia – Engenharia Elétrica ou Eletrônica: 2 vagas – R$ 6.662,68

7. (B1-07) MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO – MCTI

  • (B1-07-A) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia – Engenharia: 2 vagas – R$ 6.662,68
  • (B1-07-B) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia – Engenharia Civil: 11 vagas – R$ 6.662,68
  • (B1-07-C) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia – Engenharias e Ciências Exatas: 38 vagas – R$ 6.662,68
  • (B1-07-D) – Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia – Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I): 17 vagas – R$ 6.662,68

8. (B1-08) MINISTÉRIO DA GESTÃO E INOVAÇÃO EM SERVIÇOS PÚBLICOS – MGI

  • (B1-08-A) Cargo: Analista de Infraestrutura (AIE) –  Arquitetura: 55 vagas – R$ 12.982,20
  • (B1-08-B) Cargo: Analista de Infraestrutura (AIE) – Engenharia Civil: 142 vagas – R$ 12.982,20
  • (B1-08-C) Cargo: Analista de Infraestrutura (AIE) – Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Eletrotécnica ou Energia: 73 vagas – R$ 12.982,20
  • (B1-08-D) Cargo: Arquiteto: 14 vagas – R$ 6.804,55
  • (B1-08-E) Cargo: Engenheiro: 68 vagas – R$ 6.804,55
  • (B1-08-F) Cargo: Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) – Qualquer área do conhecimento: 5 vagas – R$ 20.924,80

9. (B1-09) MINISTÉRIO DA SAÚDE – MS

  • (B1-09-A) Cargo: Tecnologista – Engenharia Civil ou Arquitetura: 2 vagas – R$ 6.662,68

Cotas no Concurso Nacional Unificado

O Ministério da Gestão e da Inovação estabeleceu percentuais de cotas no Concurso Nacional Unificado (CPNU):

  • 5% das vagas de cada cargo são reservadas a candidatos com deficiência.
  • 20% das vagas são destinadas a candidatos negros.
  • 30% das vagas na FUNAI são destinadas a candidatos de origem indígena.

Concurso AGU

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-01-A) Cargo: Arquiteto

Especialidade: Arquitetura

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em arquitetura com registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo da AGU.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Desenvolver e realizar projetos de arquitetura; 
  • planejar, coordenar a operação e a manutenção, orçar, emitir laudo técnico, vistoriar, fiscalizar execução de contratos de obras;
  • controlar a qualidade dos suprimentos e serviços comprados e executados;
  • elaborar normas e documentos e outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 7.736,77 composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 932,22 da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo da Advocacia-Geral da União (GEATA)
  • R$ 3.523,20 de Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 8.617,57.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Nacional

(B1-01-B) Cargo: Engenheiro

Especialidade: Engenharia Agronômica 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia Agronômica, com registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades relativas ao exercício das competências institucionais e legais do cargo do órgão de exercício.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 7.736,77 composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 932,22 da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo da Advocacia-Geral da União (GEATA)
  • R$ 3.523,20 de Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 8.617,57 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Nacional

(B1-01-C) Cargo: Engenheiro

Especialidade: Engenharia Civil

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia Civil, com registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades relativas ao exercício das competências institucionais e legais do cargo do órgão de exercício.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 7.736,77 composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 932,22 da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo da Advocacia-Geral da União (GEATA)
  • R$ 3.523,20 de Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 8.617,57.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Nacional

(B1-01-D) Cargo: Engenheiro

Especialidade: Engenharia de Produção

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia de Produção, com registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades relativas ao exercício das competências institucionais e legais do cargo do órgão de exercício.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 7.736,77 composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 932,22 da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo da Advocacia-Geral da União (GEATA)
  • R$ 3.523,20 de Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 8.617,57. 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Nacional

(B1-01-E) Cargo: Engenheiro

Especialidade: Engenharia Elétrica

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia Elétrica, com registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades relativas ao exercício das competências institucionais e legais do cargo do órgão de exercício. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 7.736,77 composta de:

  • R$ 3.281,35 + R$ 932,22 da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo da Advocacia-Geral da União (GEATA) 
  • R$ 3.523,20 de Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 8.617,57.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Nacional  

Concurso ANEEL

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-02-A) Cargo: Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia

Especialidade: Qualquer área de conhecimento.

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Descrição do Cargo: atividades especializadas de regulação, inspeção, fiscalização e controle da prestação de serviços públicos e de exploração da energia elétrica, bem como à implementação de políticas e à realização de estudos e pesquisas respectivas a essas atividades.

Atividades previstas para a especialidade:

  • formulação e avaliação de planos, programas e projetos relativos às atividades de regulação; 
  • elaboração de normas para regulação do mercado;
  • planejamento e coordenação de ações de fiscalização de alta complexidade;
  • gerenciamento, coordenação e orientação de equipes de pesquisa e de planejamento de cenários estratégicos;
  • gestão de informações de mercado de caráter sigiloso;
  • fiscalização do cumprimento das regras pelos agentes do mercado regulado;
  • orientação aos agentes do mercado regulado e ao público em geral;
  • execução de outras atividades finalísticas inerentes ao exercício da competência da ANEEL;
  • implementação e execução de planos, programas e projetos relativos às atividades de regulação;
  • subsídio e apoio técnico às atividades de normatização e regulação;
  • e subsídio à formulação de planos, programas e projetos relativos às atividades inerentes à ANEEL. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 16.413,35.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais
  • Local de exercício: Brasília/DF.

Concurso FUNAI

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-03-A) Cargo: Especialista em Indigenismo

Especialidade: Arquitetura

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro no respectivo conselho de classe.

Descrição do Cargo: Atribuições voltadas às atividades especializadas de promoção e defesa dos direitos assegurados pela legislação brasileira às populações indígenas, a sua proteção e melhoria de sua qualidade de vida; realização de estudos voltados à demarcação, regularização fundiária e proteção de suas terras; regulação e gestão do acesso e do uso sustentável 42 das terras indígenas; formulação, articulação, coordenação e implementação de políticas dirigidas aos índios e suas comunidades; planejamento, organização, execução e avaliação de atividades inerentes à proteção territorial, ambiental, cultural e dos direitos indígenas; acompanhamento e fiscalização das ações desenvolvidas em terras indígenas ou que afetem direta ou indiretamente os índios e suas comunidades; estudos e pesquisas; bem como atividades administrativas e logísticas, de nível superior, inerentes às competências institucionais de seu órgão ou entidade de lotação. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • Realizar atividades de supervisão, programação, coordenação ou execução especializada, em grau de maior complexidade, referentes à construção e fiscalização de obras da União e à elaboração de normas para a administração e conservação dos próprios artísticos nacionais, bem como de obras e instalações de natureza técnica e específica em projetos e programas governamentais.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 7.697,02, composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 892,47 de Gratificação de apoio à execução da Política Indigenista (GAPIN)
  • R$ 3.523,20 de Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 8.577,82. 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Brasília/DF e Rio de Janeiro/RJ.

(B1-03-B) Cargo: Especialista em Indigenismo

Especialidade: Engenharia 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro no respectivo conselho de classe.

Descrição do Cargo: Atribuições voltadas às atividades especializadas de promoção e defesa dos direitos assegurados pela legislação brasileira às populações indígenas, a sua proteção e melhoria de sua qualidade de vida; realização de estudos voltados à demarcação, regularização fundiária e proteção de suas terras; regulação e gestão do acesso e do uso sustentável das terras indígenas; formulação, articulação, coordenação e implementação de políticas dirigidas aos índios e suas comunidades; planejamento, organização, execução e avaliação de atividades inerentes à proteção territorial, ambiental, cultural e dos direitos indígenas; acompanhamento e fiscalização das ações desenvolvidas em terras indígenas ou que afetem direta ou indiretamente os índios e suas comunidades; estudos e pesquisas; bem como atividades administrativas e logísticas, de nível superior, inerentes às competências institucionais de seu órgão ou entidade de lotação. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • Desenvolver projetos de engenharia;
  • planejar, coordenar a operação e a manutenção, orçar, emitir laudo técnico, vistoriar, fiscalizar execução de contratos de obras;
  • controlar a qualidade dos suprimentos e serviços comprados e executados;
  • supervisionar, planejar e coordenar a execução de obras; elaborar normas e documentos; prestar assessoria e assistência técnico-gerencial em sua área de atuação;
  • e outras atividades compatíveis com o cargo. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 7.697,02, composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 892,47 de Gratificação de apoio à execução da Política Indigenista (GAPIN)
  • R$ 3.523,20 de Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 8.577,82.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Brasília/DF ou Rio de Janeiro/RJ.

Concurso IBGE

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)
Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-04-A) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas

Especialidade: Arquitetura 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em arquitetura com registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades administrativas e logísticas relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do IBGE. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • Planejar, elaborar, dimensionar, especificar, orçar e analisar projetos de construção, reforma, ocupação, restauro, eficiência energética, combate à incêndios, acessibilidade e mobiliário em sistemas prediais de acordo com as normas vigentes.
  • Fiscalizar e acompanhar a execução de obras e serviços de engenharia, bem como atuar na gestão dos contratos relacionados à sua área de atuação e da gerência, visando atender às exigências e metas institucionais.
  • Vistoriar e emitir laudo técnico.
  • Controlar a qualidade dos suprimentos e serviços adquiridos e executados.
  • Elaborar normas e documentação técnica, memoriais, termos de referência e projetos básicos para processos licitatórios. Participar de equipe de apoio em licitações.
  • Formatar documentos Office (Word, Excel, PowerPoint, etc).
  • Ter disponibilidade para viagens.
  • Executar outras atividades compatíveis com o cargo e área de formação. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40. Não inclui valores de retribuição de titulação (RT). 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Rio de Janeiro / RJ 

(B1-04-B) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas 

Especialidade: Engenharia Civil 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia civil com registro em seu conselho de classe. 

Descrição do Cargo: exercício de atividades administrativas e logísticas relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do IBGE. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • Desenvolver projetos de engenharia;
  • planejar, coordenar a operação e a manutenção, orçar, emitir laudo técnico, vistoriar, fiscalizar execução de contratos de obras;
  • controlar a qualidade dos suprimentos e serviços comprados e executados;
  • elaborar normas e documentos.
  • Executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40. Não inclui valores de retribuição de titulação (RT).

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Rio de Janeiro / RJ.

(B1-04-C) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas

Especialidade: Engenharia Elétrica

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia elétrica com registro em seu Conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades administrativas e logísticas relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do IBGE.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Planejar, elaborar, dimensionar, especificar, orçar e analisar projetos de instalações elétricas prediais tais como entradas de energia, subestações, distribuição interna indo até os pontos de utilização, quadros elétricos gerais e parciais, proteções, redes de energia estabilizadas, SPDA, eficiência energética e demais itens de acordo com a área de formação e normas vigentes.
  • Fiscalizar e acompanhar a execução de obras e projetos, bem como atuar na gestão dos contratos relacionados à sua área de atuação e da gerência, visando atender às exigências e metas institucionais.
  • Vistoriar e emitir laudo técnico.
  • Controlar a qualidade dos suprimentos e serviços adquiridos e executados.
  • Elaborar normas e documentação técnica internas, memoriais, termos de referência e projetos básicos.
  • Ter disponibilidade para viagens.
  • Executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40. Não inclui valores de retribuição de titulação (RT).

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Rio de Janeiro / RJ

(B1-04-D) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas

Especialidade: Engenharia Mecânica

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia mecânica com registro em seu conselho de classe. 

Descrição do Cargo: exercício de atividades administrativas e logísticas relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do IBGE.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Planejar, elaborar, dimensionar, especificar, orçar e analisar projetos de condicionamento de ar, PMOC, elevadores, bombeamento, eficiência energética e demais itens de infraestrutura relacionada a edificações, de acordo com sua área de formação de acordo com as normas vigentes.
  • Fiscalizar e acompanhar a execução de obras e projetos, bem como atuar na gestão dos contratos relacionados à sua área de atuação, visando atender às exigências e metas institucionais.
  • Vistoriar e emitir laudo técnico.
  • Controlar a qualidade dos suprimentos e serviços adquiridos e executados.
  • Elaborar normas e documentação técnica internas, memoriais, termos de referência e projetos básicos para processos licitatórios.
  • Executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40 (nove mil e duzentos e cinquenta e dois reais e quarenta centavos). Não inclui valores de retribuição de titulação (RT).

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Rio de Janeiro / RJ 

(B1-04-E) Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas 

Especialidade: Geoprocessamento

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em em engenharia cartográfica ou engenharia de agrimensura ou engenharia ambiental ou geografia ou engenharia florestal ou engenharia agrônoma ou engenharia florestal ou engenharia de recursos hídricos ou ciência ambiental ou arquitetura e urbanismo. 

Descrição do Cargo: exercício de atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • Executar atividades relacionadas às ciências da geoinformação, sensoriamento remoto, processamento e representação de dados geográficos e estrutura territorial brasileira;
  • implementar sistemas computacionais para coleta, armazenamento, tratamento, processamento, análise e reprodução de dados geoespaciais;
  • desenvolver e implantar modelos de dados geoespaciais, funções topológicas e arquitetura de geoserviços;
  • utilizar ferramentas de geoprocessamento para o processamento e análise de dados geoespaciais vetoriais e matriciais simples e avançadas, processamento digital de imagens de satélites e fotografias aéreas e dados de altimetrias para construção de modelos digitais de terreno MDT;
  • realizar análises de sensoriamento remoto que necessitam de capacidade técnica em geoprocessamento, manipulação, tratamento e interpretação de imagens de satélite de baixa, média, alta e altíssima resolução;
  • coletar, editar e manter base de dados espaciais – vetor e raster;
  • processar e tratar imagens de satélite;
  • coletar e analisar dados e informações sobre a dinâmica de uso e cobertura da terra;
  • coletar em campo, dados e informações de feições urbanas, rurais, da natureza e de áreas agrícolas;
  • elaborar mapas temáticos para a disponibilização em publicações técnicas, atlas, séries de mapas e serviços web;
  • desenvolver técnicas de machine learning, change detection, inteligência artificial (IA), extração automática de feições e ciência de dados; elaborar redação de pareceres e relatórios técnicos;
  • ter conhecimento de Qgis e ArcGis;
  • aplicar conhecimento de desenvolvimento de sistemas integrados a um ou mais bancos de dados relacionais (Mysql, PostgreSQL, Sql Server ou Oracle ou SQLite);
  • ter conhecimento em bancos de dados geográficos;
  • automatizar análises e relatórios através de aplicações, scripts ou plugins (Python preferencialmente);
  • participar dos treinamentos presenciais e a distância e organizá-los, se for o caso, bem como atuar como instrutor/tutor/facilitador e oferecendo suporte e apoio técnico na organização e realização destes;
  • e executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40 (nove mil e duzentos e cinquenta e dois reais e quarenta centavos). Não inclui valores de retribuição de titulação (RT). 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Fortaleza / CE, Campo Grande / MS, Rio de Janeiro / RJ, Natal / RN, Boa Vista / RR, São Paulo / SP.

(B1-04-F) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas

Especialidade: Cartografia e Geodésia

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia cartográfica ou engenharia de agrimensura. 

Descrição do Cargo: exercício de atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Executar atividades relacionadas ao planejamento, manutenção e densificação do Sistema Geodésico Brasileiro nas suas componentes planimétrica, altimétrica e gravimétrica associada;
  • executar, fiscalizar e validar o levantamento geodésico para implantação das redes geodésicas, o ajustamento das observações para determinações de coordenadas precisas e a implantação e manutenção das redes geodésicas ativas;
  • identificar insumos de sensoriamento remoto e fotogrametria para as atividades de mapeamento topográfico e cadastral;
  • planejar, executar, fiscalizar e validar o apoio de campo para o suporte ao georreferenciamento de insumos de sensoriamento remoto e fotogrametria e a coleta e padronização de nomes geográficos;
  • planejar e executar as atividades de aerotriangulação, ortorretificação, extração e edição de modelos digitais de elevação de insumos de sensoriamento remoto e fotogrametria, bem como aquisição de feições cartográficas para o mapeamento de referência e mapeamento censitário;
  • planejar e validar a compilação e/ou editoração cartográfica de mapas e cartas;
  • planejar a aquisição de insumos e a execução e validação do mapeamento censitário para apoio às operações de pesquisas e censos do IBGE;
  • acompanhar a evolução da divisão político-administrativa do Brasil e executar e validar a sua representação cartográfica;
  • coordenar, planejar e executar atividades relacionadas aos Acordos de Cooperação Técnica – ACT com os estados para consolidação de limites municipais, executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 9.252,40 composta de vencimento básico e gratificação de desempenho (GDIBGE) de 100 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos. Não inclui valores de retribuição de titulação (RT). 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Brasília / DF, Rio de Janeiro / RJ, Florianópolis / SC. 

(B1-04-G) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas

Especialidade: Engenharia de produção

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia de produção.

Descrição do Cargo: exercício de atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Oferecer suporte nas atividades de planejamento, execução e divulgação das pesquisas. 
  • Atuar no suporte técnico referente aos principais conceitos e aplicações das pesquisas e na parte organizacional das tarefas da gerência.
  • Definir, revisar e monitorar as Classificações e Nomenclaturas sociais e econômicas;
  • desenvolver, manter e disseminar instrumentos centrais para uso e implementação das Classificações custodiadas pelo IBGE e prestar apoio técnico à Secretarias;
  • executar atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40. Não inclui valores de retribuição de titulação (RT).

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Rio de Janeiro/RJ. 

(B1-04-H) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas

Especialidade: Geoprocessamento

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia cartográfica ou engenharia de agrimensura ou engenharia ambiental ou geografia ou engenharia florestal ou engenharia agrônoma ou engenharia de recursos hídricos ou ciência ambiental ou arquitetura e urbanismo.

Descrição do Cargo: exercício de atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Executar atividades relacionadas às ciências da geoinformação, sensoriamento remoto, processamento e representação de dados geográficos e estrutura territorial brasileira;
  • implementar sistemas computacionais para coleta, armazenamento, tratamento, processamento, análise e reprodução de dados geoespaciais;
  • desenvolver e implantar modelos de dados geoespaciais, funções topológicas e arquitetura de geoserviços;
  • utilizar ferramentas de geoprocessamento para o processamento e análise de dados geoespaciais vetoriais e matriciais simples e avançadas, processamento digital de imagens de satélites e fotografias aéreas e dados de altimetrias para construção de modelos digitais de terreno MDT;
  • realizar análises de sensoriamento remoto que necessitam de capacidade técnica em geoprocessamento, manipulação, tratamento e interpretação de imagens de satélite de baixa, média, alta e altíssima resolução;
  • coletar, editar e manter base de dados espaciais – vetor e raster;
  • processar e tratar imagens de satélite;
  • coletar e analisar dados e informações sobre a dinâmica de uso e cobertura da terra;
  • coletar em campo, dados e informações de feições urbanas, rurais, da natureza e de áreas agrícolas;
  • elaborar mapas temáticos para a disponibilização em publicações técnicas, atlas, séries de mapas e serviços web;
  • desenvolver técnicas de machine learning, change detection, inteligência artificial (IA), extração automática de feições e ciência de dados;
  • elaborar redação de pareceres e relatórios técnicos;
  • ter conhecimento de Qgis e ArcGis;
  • aplicar conhecimento de desenvolvimento de sistemas integrados a um ou mais bancos de dados relacionais (Mysql, PostgreSQL, Sql Server ou Oracle ou SQLite);
  • ter conhecimento em bancos de dados geográficos;
  • automatizar análises e relatórios através de aplicações, scripts ou plugins (Python preferencialmente);
  • participar dos treinamentos presenciais e a distância e organizá-los, se for o caso, bem como atuar como instrutor/tutor/facilitador e oferecendo suporte e apoio técnico na organização e realização destes; e executar outras atividades compatíveis com o cargo. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40. Não inclui valores de retribuição de titulação (RT). 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Rio Branco – AC, Maceió / AL, Fortaleza / CE, Brasília / DF, Goiânia / GO, São Luis / MA, Belo Horizonte / MG, Campo Grande / MS, Cuiabá / MT, Belém / PA, João Pessoa / PB, Recife / PE, Teresina / PI, Rio de Janeiro / RJ, Natal / RN, Porto Velho / RO, Boa Vista / RR, Porto Alegre – RS, Florianópolis / SC, São Paulo / SP, Palmas / TO. 

(B1-04-I) Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas

Especialidade: Gestão em pesquisa

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em qualquer área do conhecimento.

Descrição do Cargo: exercício de atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Realizar atividades diretamente relacionadas à gestão das pesquisas econômicas, domiciliares, de cadastro de endereços e geocientíficas;
  • supervisionar pesquisas de campo; preparar, aplicar e avaliar treinamentos para as pesquisas;
  • elaborar relatórios diversos sobre o desempenho das pesquisas;
  • realizar outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 8.453,00, composta de:

  • R$ 5.255,40 de vencimento básico
  • R$ 3.197,60 de gratificação de desempenho (GDIBGE) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 9.252,40. Não inclui valores de retribuição de titulação (RT).

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Maceió / AL, Manaus / AM, Salvador / BA, Fortaleza / CE, Brasília / DF, Vitória / ES, Goiânia / GO, São Luis / MA, Belo Horizonte / MG, Campo Grande / MS, Cuiabá / MT, Belém / PA, João Pessoa / PB, Recife / PE, Teresina / PI, Rio de Janeiro / RJ, Natal / RN, Porto Velho / RO, Boa Vista / RR, Porto Alegre / RS, Florianópolis / SC, Aracaju / SE, São Paulo / SP, Palmas / TO. 

Concurso INCRA

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-05-A) Cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário

Especialidade: Engenharia Civil

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional da categoria.

Descrição do Cargo: Planejar, coordenar, acompanhar e executar atividades relativas ao ordenamento territorial e reforma agrária.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Executar as atividades relativas ao ordenamento territorial e reforma agrária inerentes às políticas públicas relativas à implantação, desenvolvimento, recuperação e consolidação de projetos de assentamentos, glebas públicas e territórios quilombolas, e executar outras atividades compatíveis com o cargo. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 5.212,29, composta de:

  • R$ 2.472,29 de vencimento básico
  • R$ 2.740,00 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Reforma Agrária (GDARA) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 5.897,29.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Rio Branco/AC, Maceió/AL, Manaus/AM, Macapá/AP, Fortaleza/CE, Brasília/DF, Vitória/ES, Goiânia/GO, Belo Horizonte/MG, Campo Grande/MS, Santarém/PA, Marabá/PA, João Pessoa/PB, Curitiba/PR, Rio de Janeiro/RJ, Natal/RN, Porto Velho/RO, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Aracaju/SE e São Paulo/SP.  

(B1-05-B) Cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (Engenheiro Agrimensor e Engenheiro Cartógrafo)

Especialidade: Engenharia de Agrimensura e Engenharia Cartográfica 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia de Agrimensura ou Cartográfica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional da categoria.

Descrição do Cargo: Planejar, coordenar, acompanhar e executar atividades relativas ao ordenamento territorial e reforma agrária.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Executar as atividades relativas ao ordenamento territorial e reforma agrária inerentes às políticas públicas relativas à implantação, desenvolvimento, recuperação e consolidação de projetos de assentamentos, glebas públicas e territórios quilombolas, e executar outras atividades compatíveis com o cargo. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 5.212,29, composta de:

  • R$ 2.472,29 de vencimento básico
  • R$ 2.740,00 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Reforma Agrária (GDARA) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 5.897,29.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades: Rio Branco/AC, Maceió/AL, Manaus/AM, Macapá/AP, Fortaleza/CE, Brasília/DF, Vitória/ES, Goiânia/GO, Belo Horizonte/MG, Campo Grande/MS, Santarém/PA, Marabá/PA, João Pessoa/PB, Curitiba/PR, Rio de Janeiro/RJ, Natal/RN, Porto Velho/RO, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Aracaju/SE e São Paulo/SP.  

(B1-05-C) Cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário

Especialidade: Engenharia Elétrica

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional da categoria.

Descrição do Cargo: Planejar, coordenar, acompanhar e executar atividades relativas ao ordenamento territorial e reforma agrária.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Executar as atividades relativas ao ordenamento territorial e reforma agrária inerentes às políticas públicas relativas à implantação, desenvolvimento, recuperação e consolidação de projetos de assentamentos, glebas públicas e territórios quilombolas, e executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 5.212,29, composta de:

  • R$ 2.472,29 de vencimento básico
  • R$ 2.740,00 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Reforma Agrária (GDARA) de 80 pontos. 

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 5.897,29. 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília/DF.

Concurso MAPA

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-06-A) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia

Especialidade: Engenharia Elétrica ou Eletrônica

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia elétrica ou eletrônica com registro em seu conselho de classe. 

Descrição do Cargo: Atividades de apoio à direção, coordenação, organização, planejamento, controle e avaliação de projetos e de suporte administrativo do órgão. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • exercer atividades de voltadas às atividades nas áreas de telecomunicações;
  • desenvolver, implementar, executar, controlar e acompanhar programa de manutenção preventiva das instalações elétricas nas edificações e nos equipamentos;
  • elaborar e desenvolver projetos de engenharia elétrica;
  • elaborar especificações técnicas e orçamentos de obras e de serviços de engenharia elétrica;
  • analisar as condições das instalações elétricas das edificações e dos equipamentos; 
  • executar e dirigir o comissionamento dos equipamentos;
  • e executar outras atribuições previstas na lei que regulamenta a profissão.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.662,68 composto por:

  • R$ 5.211,48 de vencimento básico
  • R$ 1.451,20 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência e Tecnologia (GDACT), no caso de 80 pontos, devendo ser acrescido o valor de auxílio alimentação e transporte, conforme legislação vigente.

Ademais, com gratificações de especializações, as remunerações podem ultrapassar R$ 10 mil reais. Veja o quadro remuneratório abaixo de acordo com o edital:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília – DF 

Concurso MCTI

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)
Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-07-A) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia 

Especialidade: Engenharia

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e de Pós-graduação em Segurança do Trabalho, com certificado emitido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, com registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: Atividades especializadas de direção, coordenação, organização, planejamento, controle e avaliação de projetos de pesquisa e desenvolvimento na área de Ciência e Tecnologia.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Coordenar, executar, fiscalizar, promover, especificar atividades relacionadas à gestão em segurança do trabalho, visando ao cumprimento da legislação e normas vigentes;
  • atuar na definição dos métodos, processos, procedimentos e mecanismos para realizar as atividades relacionadas à segurança do trabalho;
  • realizar perícias in loco sobre grau de exposição a agentes agressivos físicos, químicos e biológicos;
  • gerenciar e implementar as ações do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR);
  • dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, que venham a ser determinadas pela autoridade superior. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.662,68 composto por:

  • R$ 5.211,48 de vencimento básico
  • R$ 1.451,20 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência e Tecnologia (GDACT), no caso de 80 pontos, devendo ser acrescido o valor de auxílio alimentação e transporte, conforme legislação vigente.

Ademais, com gratificações de especializações, as remunerações podem ultrapassar R$ 10 mil reais. Veja o quadro remuneratório abaixo de acordo com o edital:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades/unidades de pesquisa: São José dos Campos/SP (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE) e Manaus/AM (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA)

(B1-07-B) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia

Especialidade: Engenharia Civil

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, com registro em seu conselho de classe. 

Descrição do Cargo: Atividades especializadas de direção, coordenação, organização, planejamento, controle e avaliação de projetos de pesquisa e desenvolvimento na área de Ciência e Tecnologia.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Desenvolver projetos de engenharia; planejar, coordenar a operação e a manutenção, orçar, emitir laudo técnico, vistoriar, fiscalizar, periciar, arbitrar execução de contratos de obras;
  • controlar a qualidade dos suprimentos e serviços comprados e executados;
  • elaborar normas e documentos, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.662,68, composto por:

  • R$ 5.211,48 de vencimento básico
  • R$ 1.451,20 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência e Tecnologia (GDACT) no caso de 80 pontos, devendo ser acrescido o valor de auxílio alimentação e transporte, conforme legislação vigente.

Ademais, com gratificações de especializações, as remunerações podem ultrapassar R$ 10 mil reais. Veja o quadro remuneratório abaixo de acordo com o edital:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades/unidades de pesquisa: Rio de Janeiro (Centro de Tecnologia Mineral-CETEM e Instituto Nacional de Tecnologia-INT), São José dos Campos/SP (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais-CEMADEN), São José dos Campos/SP (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE), Cachoeira Paulista/SP (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE), Cuiabá/MT (Instituto Nacional de Pesquisas do Pantanal – INPP), Recife/PE (Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste – CETENE), Campina Grande/PB (Instituto Nacional do Semiárido – INSA), Manaus/AM (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia INPA)  

(B1-07-C) Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia

Especialidade: Engenharias e Ciências Exatas

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em áreas de Ciências Exatas e/ou Engenharias, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). 

Descrição do Cargo: Atividades especializadas de direção, coordenação, organização, planejamento, controle e avaliação de projetos de pesquisa e desenvolvimento na área de Ciência e Tecnologia.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Auxiliar na concepção, implementação e na avaliação de planos, programas, projetos, atividades e ações na área de CT&I;
  • aplicar a Política e a Estratégia Nacional de CT&I, Política Nacional de Inovação, Marco Legal de CT&I e instrumentos básicos de fomento à CT&I;
  • atuar junto aos órgãos de controle externo;
  • participar de Comitês, Conselhos, Grupos de Trabalho;
  • elaborar despachos, notas técnicas, notas informativas, normativos, pareceres, relatórios técnicos, e/ou promover a aplicação da lei de inovação, da proteção da propriedade intelectual, da transferência de tecnologia, do empreendedorismo e da gestão de projetos de inovação, bem como realizar atividades inerentes à administração pública, dentre outras de mesma natureza e grau de complexidade que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.662,68, composto por:

  • R$ 5.211,48 de vencimento básico
  • R$ 1.451,20 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência e Tecnologia (GDACT) no caso de 80 pontos, devendo ser acrescido o valor de auxílio alimentação e transporte, conforme legislação vigente.

Ademais, com gratificações de especializações, as remunerações podem ultrapassar R$ 10 mil reais. Veja o quadro remuneratório abaixo de acordo com o edital:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília/DF (Administração Central); Rio de Janeiro/RJ (Instituto Nacional de Tecnologia – INT); São José dos Campos/SP (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE) e Manaus/AM (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA).

(B1-07-D) – Cargo: Analista em Ciência e Tecnologia 

Especialidade: Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I)

Formação exigida: Graduação em qualquer área do conhecimento. 

Descrição do Cargo: Atividades especializadas de direção, coordenação, organização, planejamento, controle e avaliação de projetos de pesquisa e desenvolvimento na área de Ciência e Tecnologia.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Exercer atividades relacionadas à gestão governamental nos aspectos técnicos relativos à formulação, implementação e avaliação de políticas públicas, ao planejamento estratégico e de programas e projetos;
  • articular-se com áreas específicas do Governo Federal, estados e municípios e com a sociedade;
  • promover a mobilização e a capacitação dos diversos segmentos da sociedade para o enfrentamento das problemáticas de CT&I;
  • articular e integrar a CT&I com as políticas públicas desenvolvidas pelo Governo Federal;
  • desenvolver ações de comunicação e elaboração de materiais educativos;
  • acompanhar e avaliar a execução da Estratégia Nacional de CT&I;
  • realizar a gestão de convênios e instrumentos congêneres;
  • implementar processo de gestão de riscos organizacional; propor formatos de parcerias nacionais e internacionais;
  • assistir tecnicamente à Secretaria-Executiva e/ou Unidades de Pesquisa na elaboração e revisões do Plano Plurianual e do Orçamento Anual, em suas áreas de atuação;
  • elaborar notas técnicas, notas informativas, pareceres, relatórios técnicos, dentre outros;
  • exercer outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.662,68, composto por:

  • R$ 5.211,48 de vencimento básico
  • R$ 1.451,20 de Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência e Tecnologia (GDACT) no caso de 80 pontos, devendo ser acrescido o valor de auxílio alimentação e transporte, conforme legislação vigente.

Ademais, com gratificações de especializações, as remunerações podem ultrapassar R$ 10 mil reais. Veja o quadro remuneratório abaixo de acordo com o edital:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma das seguintes cidades/unidades de pesquisa: Brasília/DF (Administração Central); Rio de Janeiro/RJ (Centro de Tecnologia Mineral – CETEM, Instituto Nacional de Tecnologia – INT e Observatório Nacional – ON); São José dos Campos/SP (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – CEMADEN e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE) e Itajubá/MG (Laboratório Nacional de Astrofísica – LNA.

Concurso MGI

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

(B1-08-A) Cargo: Analista de Infraestrutura (AIE)

Especialidade: Arquitetura

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro no respectivo conselho de classe.

Descrição do Cargo: atividades especializadas de planejamento, coordenação, fiscalização, assistência técnica e execução de projetos e obras de infraestrutura de grande porte. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • atividades especializadas de planejamento, implementação e execução de projetos e obras de infraestrutura de grande porte;
  • subsídio e apoio técnico à execução e avaliação de projetos e obras de infraestrutura de grande porte;
  • subsídio à formulação de políticas, planos, programas e projetos relativos à execução de projetos e de obras de infraestrutura de grande porte;
  • desempenho de outras atividades de suporte finalísticas, inerentes à assistência técnica para execução de projetos e obras de grande porte nas áreas e especialidades especificadas neste Edital.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 12.982,20 composta de:

  • R$ 7.615,80 de vencimento básico
  • R$ 5.366,40 de Gratificação de Desempenho de Atividade em Infraestrutura (GDAIE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 14.323,80. 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília, DF

(B1-08-B) Cargo: Analista de Infraestrutura (AIE)

Especialidade: Engenharia Civil

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no respectivo conselho de classe. 

Descrição do Cargo: atividades especializadas de planejamento, coordenação, fiscalização, assistência técnica e execução de projetos e obras de infraestrutura de grande porte. 

  • Atividades previstas para a especialidade:
  • atividades especializadas de planejamento, implementação e execução de projetos e obras de infraestrutura de grande porte;
  • subsídio e apoio técnico à execução e avaliação de projetos e obras de infraestrutura de grande porte;
  • subsídio à formulação de políticas, planos, programas e projetos relativos à execução de projetos e de obras de infraestrutura de grande porte;
  • desempenho de outras atividades de suporte finalísticas, inerentes à assistência técnica para execução de projetos e obras de grande porte nas áreas e especialidades especificadas neste Edital.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 12.982,20 compreende:

  • R$ 7.615,80 de vencimento básico
  • R$ 5.366,40 de Gratificação de Desempenho de Atividade em Infraestrutura (GDAIE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 14.323,80.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília, DF

(B1-08-C) Cargo: Analista de Infraestrutura (AIE)

Especialidade: Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Eletrotécnica ou Energia 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia elétrica, eletrônica, eletrotécnica, de telecomunicações ou de energia e registro no respectivo conselho de classe.

Descrição do Cargo: atividades especializadas de planejamento, coordenação, fiscalização, assistência técnica e execução de projetos e obras de infraestrutura de grande porte. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • atividades especializadas de planejamento, implementação e execução de projetos e obras de infraestrutura de grande porte;
  • subsídio e apoio técnico à execução e avaliação de projetos e obras de infraestrutura de grande porte;
  • subsídio à formulação de políticas, planos, programas e projetos relativos à execução de projetos e de obras de infraestrutura de grande porte;
  • desempenho de outras atividades de suporte finalísticas, inerentes à assistência técnica para execução de projetos e obras de grande porte nas áreas e especialidades especificadas neste Edital.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 12.982,20 composta de:

  • R$ 7.615,80 de vencimento básico
  • R$ 5.366,40 de Gratificação de Desempenho de Atividade em Infraestrutura (GDAIE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 14.323,80. 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília/DF  

(B1-08-D) Cargo: Arquiteto

Especialidade: Arquitetura 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro no respectivo conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades técnicas, técnico-administrativas e de suporte no âmbito dos órgãos e entidades da administração federal direta, autárquica e fundacional. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • realizar atividades de supervisão, programação, coordenação ou execução especializada, em grau de maior complexidade, referentes à construção e fiscalização de obras da União e à elaboração de normas para a administração e conservação dos próprios artísticos nacionais, bem como de obras e instalações de natureza técnica e específica em projetos e programas governamentais.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.804,55 composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 3.523,20 da Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 7.685,35.

O candidato aprovado para os cargos da Secretaria de Patrimônio da União poderá optar por receber a Gratificação de Incremento à Atividade de Administração de Patrimônio da União – GIAPU de nível superior, conforme disposto na Lei nº 11.095, de 13 de janeiro de 2005, paga atualmente para novos servidores no valor máximo de R$ 4.491,67, em substituição à GDACE.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma capital de um estado brasileiro, sendo dada preferência para os candidatos provenientes do respectivo Estado

(B1-08-E) Cargo: Engenheiro

Especialidade: Engenharia 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro no respectivo conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercício de atividades relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do órgão de exercício.

Atividades previstas para a especialidade:

  • Desenvolver projetos de engenharia; planejar, coordenar a operação e a manutenção, orçar, emitir laudo técnico, vistoriar, fiscalizar execução de contratos de obras;
  • controlar a qualidade dos suprimentos e serviços comprados e executados;
  • supervisionar, planejar e coordenar a execução de obras; elaborar normas e documentos;
  • prestar assessoria e assistência técnico-gerencial em sua área de atuação;
  • e outras atividades compatíveis com o cargo. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.804,55 composta de:

  • R$ 3.281,35 de vencimento básico
  • R$ 3.523,20 da Gratificação de Desempenho de Cargos Específicos (GDACE) de 80 pontos.

Ao ingressar, o novo servidor receberá 80 pontos de gratificação até sua primeira avaliação, quando poderá chegar aos 100 pontos e a remuneração atingirá o valor de R$ 7.685,35.

O candidato aprovado para os cargos da Secretaria de Patrimônio da União poderá optar por receber a Gratificação de Incremento à Atividade de Administração de Patrimônio da União (GIAPU) de nível superior, conforme disposto na Lei nº 11.095, de 13 de janeiro de 2005, paga atualmente para novos servidores no valor máximo de R$ 4.491,67, em substituição à GDACE.

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: os candidatos selecionados poderão ser alocados em uma capital de um estado brasileiro, sendo dada preferência para os candidatos provenientes do respectivo estado. 

(B1-08-F) Cargo: Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) 

Especialidade: Qualquer área do conhecimento 

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. 

Descrição do Cargo: Exercício de atividades de gestão governamental nos aspectos técnicos relativos à formulação, implementação e avaliação de políticas públicas, bem assim de direção e assessoramento em escalões superiores da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, em graus variados de complexidade, responsabilidade e autonomia.

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 20.924,80. 

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília/DF 

Concurso Ministério da Saúde

(B1-09-A) Cargo: Tecnologista

Especialidade: Engenharia Civil ou Arquitetura

Formação exigida: Certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado em engenharia civil ou arquitetura e afins registro em seu conselho de classe.

Descrição do Cargo: exercer atividades específicas de pesquisa e desenvolvimento tecnológico ou necessárias à atuação técnica do Ministério da Saúde. 

Atividades previstas para a especialidade:

  • Análise e Gerenciamento de Projetos de Obras em Saúde.
  • Exercer atividades técnicas, de nível especializadas, relativas ao gerenciamento de contratos e/ou supervisão e execução de serviços de reforma, ampliação e construção;
  • elaborar projetos, especificações técnicas e/ou orçamentos de edificações de saúde;
  • e fiscalizar as ampliações e reformas hospitalares e outros serviços necessários à conservação de infraestrutura e desenvolver atividades de pesquisa e ensino. 

Remuneração inicial na data do Edital: R$ 6.662,68, composto por:

  • R$ 5.211,48 de vencimento básico
  • de R$ 1.451,20 Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência e Tecnologia (GDACT) no caso de 80 pontos, devendo ser acrescido o valor de auxílio alimentação e transporte, conforme legislação vigente.

Ademais, com gratificações de especializações, as remunerações podem ultrapassar R$ 10 mil reais. Veja o quadro remuneratório abaixo de acordo com o edital:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

  • Jornada de Trabalho: 40 horas semanais.
  • Local de exercício: Brasília/DF

Etapas e Provas do Bloco 1 do CNU

As provas objetivas e discursivas do Bloco 1 do Concurso Nacional Unificado (CPNU) serão aplicadas, para todos os cargos, no dia 5 de maio de 2024, em dois turnos, sendo:

Turno da Manhã (2:30hs de prova)

  • Nível superior: provas objetivas de conhecimentos gerais (20 questões) + prova discursiva de conhecimento específico do bloco;
  • Nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação.

Turno da Tarde (3:30hs de prova)

  • Nível superior: provas objetivas de conhecimentos específicos (50 questões);
  • Nível médio: provas objetivas (40 questões).

O edital do Bloco 1 do Concurso Nacional Unificado (CPNU) compreenderá diversas etapas, conforme a área de atuação e perfil demandado:

  • Primeira Etapa: Prova objetiva e Prova discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório.
  • Segunda Etapa: Prova de títulos, de caráter apenas classificatório

A terceira etapa, quando couber, composta por Curso de Formação específico, conforme regras que serão definidas em editais próprios, de caráter classificatório e eliminatório, dos candidatos aos cargos:

  • Analista de Infraestrutura do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos – MGI e de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos – MGI
  • Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, 

Desde que aprovados na primeira e na segunda etapas do Concurso Público Nacional Unificado, segundo a ordem de classificação por cargo/especialidade e dentro do número de vagas previsto no Edital.

Provas Objetivas e Discursivas

Em relação às provas, a objetiva, composta por 70 questões de múltipla escolha, abordará conhecimentos gerais e específicos, com duração de 2 horas e 30 minutos para a primeira etapa e 3 horas e 30 minutos para a segunda etapa.

As questões serão distribuídas da seguinte forma:

  • prova objetiva de Conhecimentos Gerais, de natureza eliminatória e classificatória, com 20 questões de múltipla escolha;
  • prova objetiva de Conhecimentos Específicos, de natureza eliminatória e classificatória, com 50 questões de múltipla escolha. 

Cada questão apresentará cinco alternativas (A; B; C; D; E) e uma única resposta correta. 

A prova discursiva será composta por uma questão dissertativa sobre um dos temas indicados no conteúdo programático e é exclusiva para cada bloco. Será eliminado o candidato que obtiver nota zero ou que apresentar qualquer sinal que permita sua identificação.

A prova de títulos, de caráter classificatório, atribuirá pontos conforme a especialização dos candidatos, como mestrado e doutorado, por exemplo, sendo limitada à pontuação máxima de 10,0 pontos. A avaliação de Títulos será realizada pela Banca Examinadora.

Será eliminado do Concurso Nacional Unificado o candidato que obtiver pontuação inferior a 40% na prova objetiva de Conhecimentos Gerais (P1) e Conhecimentos Específicos (P2), ou que obtiver nota zero na Prova discursiva.

Prova Discursiva

A prova discursiva, de natureza eliminatória e classificatória, é específica para cada bloco, consistindo em uma questão dissertativa que aborda um tema previsto no conteúdo programático.

O número de provas discursivas corrigidas por cargo e especialidade solicitada será nove vezes o total de vagas imediatas, com o mínimo estabelecido de 10 provas discursivas corrigidas por cargo e especialidade.

O candidato receberá nota zero se:

  • responder com lápis, total ou parcialmente;
  • fornecer resposta com número de linhas abaixo do mínimo estabelecido ou divergir do tema proposto.

É importante destacar que os critérios de avaliação incluem:

  • A habilidade em lidar com os conceitos, técnicas e atividades pertinentes às áreas de conhecimento abrangidas pelo Bloco 1;
  • A proficiência na aplicação de conhecimentos ortográficos, gramaticais adequados à norma-padrão e habilidades textuais.

Disciplinas Cobradas no Bloco 1 CNU

CONHECIMENTOS GERAIS

  • POLÍTICAS PÚBLICAS
  • DESAFIOS DO ESTADO DE DIREITO: DEMOCRACIA E CIDADANIA
  • ÉTICA e INTEGRIDADE
  • DIVERSIDADE E INCLUSÃO NA SOCIEDADE
  • ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL
  • FINANÇAS PÚBLICAS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

  • BLOCO 1: INFRAESTRUTURA, EXATAS E ENGENHARIA
  • EIXO TEMÁTICO 2 – POLÍTICAS PÚBLICAS
  • EIXO TEMÁTICO 3 – GESTÃO AMBIENTAL E TECNOLÓGICA, SUSTENTABILIDADE E ENERGIA
  • EIXO TEMÁTICO 4 – PLANEJAMENTO E GESTÃO DE OBRAS, POLÍTICAS PÚBLICAS DE INFRAESTRUTURA E ACESSIBILIDADE
  • EIXO TEMÁTICO 5 – ENGENHARIA CARTOGRÁFICA E GEOPROCESSAMENTO

PESOS POR ÓRGÃOS, CARGOS E ESPECIALIDADE BLOCO 1

Conforme o edital do Bloco 1 do Concurso Nacional Unificado (CPNU), o conteúdo das provas objetivas terá o seguinte peso, conforme órgão e cargo:

TABELA 1

CARGO E ESPECIALIDADE DEMANDADA COM ETAPA DE TITULAÇÃO VALENDO 10% DO TOTAL DE PONTOS

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

Estão vinculados à Tabela 1 os seguintes cargos/especialidades: 

  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), cargo: Analista de Infraestrutura – AIE, Especialidade: Engenharia Civil;
  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), cargo: Analista de Infraestrutura – AIE, Especialidade: Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Eletrotécnica ou Energia;
  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), cargo: Analista de Infraestrutura – AIE, Especialidade: Arquitetura;
  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), cargo: Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG), Especialidade: qualquer área do conhecimento;
  • Fundação Nacional dos Povos Indígenas – FUNAI, cargo: Especialista em Indigenismo, Especialidade: Engenharia;
  • Fundação Nacional dos Povos Indígenas – FUNAI, cargo: Especialista em Indigenismo, Especialidade: Arquitetura;
  • Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação – MCTI, cargo: Analista em Ciência e Tecnologia, Especialidade: Engenharia Civil;
  • Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação – MCTI, cargo: Analista em ciência e Tecnologia, Especialidade: Engenharia;
  • Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação – MCTI, cargo: Analista em Ciência e Tecnologia, Especialidade: Engenharias e Ciências Exatas;
  • Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI, cargo: Analista em ciência e Tecnologia, Especialidade: Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação; 
  • Ministério da Saúde (MS), cargo: Tecnologista, Especialidade: Engenharia Civil ou Arquitetura. 

TABELA 2

CARGO E ESPECIALIDADE DEMANDADA COM ETAPA DE TITULAÇÃO VALENDO 5% DO TOTAL DE PONTOS

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

Estão vinculados à Tabela 2 os seguintes cargos/especialidades:

  • Advocacia Geral da União (AGU), cargo: Engenheiro, Especialidade: Engenharia Civil;  
  • Advocacia Geral da União (AGU), cargo: Engenheiro, Especialidade: Engenharia Elétrica;  
  • Advocacia Geral da União (AGU), cargo: Engenheiro, Especialidade: Engenharia Agrônoma;  
  • Advocacia Geral da União (AGU), cargo: Engenheiro, Especialidade: Engenharia de Produção;
  • Advocacia Geral da União (AGU), cargo: Arquiteto, Especialidade: Arquitetura;
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), cargo: Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia, Especialidade: Qualquer área do conhecimento.

TABELA 3

CARGO E ESPECIALIDADE DEMANDADA SEM ETAPA DE TÍTULOS

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

Estão vinculados à Tabela 3, sem etapa de títulos, os seguintes cargos/especialidades:

  • Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), cargo: Engenheiro, Especialidade: Engenharia;
  • Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), cargo: Arquiteto, Especialidade: Arquitetura;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Arquitetura;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Engenharia Civil;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Engenharia Elétrica;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Engenharia Mecânica;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Geoprocessamento;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Geoprocessamento;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Engenharia de Produção;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Gestão em pesquisa;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, Especialidade: Cartografia e Geodésia;
  • Ministério da Agricultura e Pecuária – MAPA, cargo: Analista em Ciência e Tecnologia, especialidade: Engenharia Elétrica ou Eletrônica
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário, Especialidade: Engenharia Elétrica;
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário, Especialidade: Engenharia Civil;
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, cargo: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário, Especialidade: Engenharia de Agrimensura e Engenharia Cartográfica.  

Confira os Eixos de Cada Órgão

Veja abaixo o peso de cada eixo para cada cargo/órgão do Bloco 1 do CNU:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)
Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)
Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

Das Regras Para Classificação Bloco 1 CNU

Os horários de realização das provas são os seguintes: as provas objetivas de Conhecimentos Gerais e Discursiva terão uma duração de 2 horas e 30 minutos, sendo aplicadas no período da manhã. Em contraste, as provas objetivas de Conhecimentos Específicos terão uma duração de 3 horas e 30 minutos, ocorrendo no turno da tarde.

Em relação às regras de classificação, conforme estabelecido no edital, várias diretrizes orientam o processo de classificação e nomeação dos candidatos. Estas incluem:

  • A aprovação do candidato seguirá a ordem de suas preferências, sendo alocado do cargo de maior preferência para o de menor preferência, caso atinja a pontuação necessária no cargo de sua escolha;
  • Se o candidato obtiver a pontuação necessária, será classificado e considerado para a lista de espera em todos os cargos de maior preferência em comparação ao que foi aprovado, dentro do número de vagas imediatas;
  • O candidato será classificado em lista de espera para os outros cargos e especialidades de sua preferência, desde que estejam dentro do número de vagas e que ele esteja dentro do limite de classificados;
  • O candidato que não for aprovado dentro do número de vagas em nenhum cargo poderá constar na lista de espera para todos os cargos escolhidos, desde que não tenha sido reprovado e esteja dentro dos limites de classificação desses cargos e especialidades.

Cidades de Realização das Provas do Bloco 1

Confira abaixo as cidades de realização das provas objetivas e discursivas do BLOCO 1 do Concurso Nacional Unificado:

Concurso Nacional Unificado tem editais publicados. Confira os detalhes do Edital do Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

Concurso Nacional Unificado Bloco 1

Banca: Cesgranrio

Vagas: 6.640 + CR

Cargos: diversos

Escolaridade: níveis médio e superior

Salários iniciais: até R$ 22.921,71

Inscrições: de 19/1 a 9/2

Taxa: R$ 60,00 e R$ 90,00

Provas: 5/5/2024

Edital Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharias

Diário Oficial

Vem ser SOMA

Portanto, se você se identificou com as atribuições e cargos do Concurso Nacional Unificado e deseja se tornar servidor da carreira, não perca mais tempo! Então, comece agora mesmo a sua preparação! Com SOMA Concursos você pode, ademais, confira nossas promoções, pacotes e assinaturas! Clique Aqui!

No entanto, quer saber mais sobre este ou outros concursos? Então, acompanhe nossas redes sociais!

QUER FICAR POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NO MUNDO DOS CONCURSOS?

Então acompanhe nossas redes sociais e nos siga no Instagram e no nosso canal do Youtube. Assim, você confere as últimas novidades sobre concursos públicos e também acompanha nossa programação de aulas gratuitas!

Portanto, assine também nosso Newsletter e receba nossos e-mails com novidades, dicas e promoções.

Assinatura Ilimitada!

Quer ser aprovado em concurso público estudando com os melhores professores do Brasil? Então confira agora mesmo a nossa assinatura ILIMITADA! Não fique aí parado vendo seus amigos sendo aprovados e você não.

ANDRÉ SÓCRATES

Analista Ambiental do IBAMA, Especialista em Recuperação de Áreas Degradadas pela Universidade Federal de Viçosa e Engenheiro Florestal pela Universidade de Brasília

Artigos Relacionados

IMASUL MS

Fiscal Ambiental

Concurso IMASUL MS

Curso Preparatório IMASUL Fiscal Ambiental

8x

R$ 52,38

Conheça o curso

ASSINATURA ILIMITADA

Todos os cursos

Assinatura Ilimitada

Todos os cursos por 12 meses

12x

R$ 58,25

Conheça o curso

Política de Privacidade
SOMA CONCURSOS

Agradecemos por escolher o Soma Concursos.

Nosso compromisso é oferecer uma experiência de estudo e aprendizado excepcional, ajudando você a alcançar seu objetivo: a aprovação.

Esta Política de Privacidade explica como o Soma Concursos, com CNPJ 46.565.049/0001-92 e razão social A S R Cursos e Editora LTDA, coleta, trata e utiliza seus dados pessoais. Valorizamos sua privacidade e estamos empenhados em proteger suas informações pessoais.

Caso você não concorde com o conteúdo desta política, não recomendamos a utilização de nossa plataforma.

Introdução

Esta Política integra os Termos de Uso do Soma Concursos. A leitura cuidadosa é essencial para entender como protegemos sua privacidade e tratamos seus dados pessoais. O uso da plataforma implica na aceitação desta Política.

Dados Pessoais Coletados, Tratados e Armazenados pelo Soma Concursos

No Soma Concursos, coletamos e tratamos dados como:

  • Informações fornecidas no cadastro (nome, CPF, endereço, e-mail, telefone, data de nascimento, escolaridade, etc.);
  • Dados de navegação em nossos sites, como endereço IP, localização geográfica, tipo de navegador, páginas visitadas;
  • Informações de interações com nosso atendimento ao cliente;
  • Dados coletados através de tecnologias como cookies e web beacons.
 

Compartilhamento de Informações

Os dados pessoais podem ser disponibilizados na área do aluno, incluindo nome, foto de perfil, metas de curso, entre outros. Ao fornecer esses dados ou publicar conteúdos, você consente com a divulgação dessas informações.

Uso e Finalidade dos Dados Coletados

Utilizamos seus dados para:

  • Gerenciar seu cadastro e acesso ao conteúdo;
  • Suporte e prevenção de fraudes;
  • Melhorias na plataforma;
  • Comunicações relacionadas aos nossos serviços e novidades;
  • Análises para personalização e recomendações de conteúdo.
 

Fornecimento de Dados para Proteção da Plataforma

Podemos utilizar suas informações para atender leis, prevenir atividades ilegais, proteger nossos direitos e segurança dos usuários.

Sobre o Cancelamento do Envio de Informações

Você pode optar por não receber mais e-mails do Soma Concursos através do link de cancelamento disponível em nossas comunicações.

Exclusão de Dados Pessoais

Os dados serão mantidos pelo tempo necessário e conforme as leis aplicáveis. Para alterar ou excluir suas informações, entre em contato pelo e-mail contato@somaconcursos.com.br.

Mudanças na Política de Privacidade

Reservamo-nos o direito de modificar esta Política. Qualquer alteração será comunicada adequadamente.

Direitos com Relação aos Seus Dados Pessoais

Você tem direitos previstos na LGPD, incluindo acesso, correção e exclusão de seus dados. Para exercê-los, entre em contato com nosso Encarregado pelo e-mail contato@somaconcursos.com.br.

Terceiros e Parceiros

Esta Política de Privacidade será regida e interpretada de acordo com a legislação brasileira, sendo eleito o Foro da Comarca de Brasília para dirimir qualquer litígio ou controvérsia envolvendo este documento, salvo ressalva específica de competência pessoal, territorial ou funcional pela legislação aplicável.

Lei Aplicável e Jurisdição

Esta Política é regida pela legislação brasileira e qualquer litígio será resolvido no Foro da Comarca de São Paulo.

Informações e Dúvidas

Para dúvidas gerais: contato@somaconcursos.com.br.
Para dúvidas sobre dados pessoais: contato@somaconcursos.com.br.

Oferta Especial Soma Concursos!

7 dias de acesso GRATUITO para um Curso Preparatório do SOMA.

Pronto para avançar na carreira pública? O Soma Concursos oferece 7 dias grátis para um curso preparatório. Cadastre-se agora e garanta seu acesso!

Ao enviar este formulário você concorda com a nossa

Política de privacidade.
confirmação de envio de formulário

Faça o download do simulado clicando nos links abaixo:

Assine já
Área do aluno

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

confirmação de envio de formulário

Faça o download do simulado clicando nos links abaixo:

confirmação de envio de formulário

Faça o download do simulado clicando nos links abaixo:

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

confirmação de envio de formulário

Faça o download do simulado clicando nos links abaixo:

confirmação de envio de formulário

Faça o download do simulado clicando nos links abaixo:

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

Por favor, preencha seus dados abaixo para realizar o download dos simulados.

confirmação de envio de formulário

Faça o download do simulado clicando nos links abaixo:

confirmação de envio de formulário

Recebemos os seus dados com sucesso! Você receberá o acesso de 7 dias gratuito via mensagem no WhatsApp cadastrado.

Precisa de Ajuda?